Tecnologia

Clean Code: Quando um livro te faz evoluir

Por: , setembro 18, 2018

Por muito tempo pensei que escrever código limpo era algo pouco importante no desenvolvimento de sistemas, pois sempre ouvi que o importante é “software entregue e funcionando”. Mas quando iniciei a leitura do livro, comecei a perceber o quanto erramos todos os dias sem consciência.

clean code

O livro foi escrito por Robert C. Martin, mais conhecido como Uncle Bob. Martin é co-autor do Manifesto Ágil e proprietário de uma consultoria de treinamentos. Ele indica a leitura para os desenvolvedores que desejam aprimorar a qualidade de seu código. Martin cita que “Aprender a criar códigos limpos é uma tarefa árdua e requer mais do que o simples conhecimentos dos princípios e padrões”

A leitura exemplifica vários “passo-a-passo” de mudanças necessárias para se limpar um código, e comenta como aplicar cada tópico, como: Nomes significativos; Funções; Comentários; Formatação; Tratamentos de erro; Testes de unidade; Odores e Heurísticas; Classes limpas e Concorrência.

Todo programador já fez algum código com pressa para conseguir entregar no prazo, ou programou cansado pensando em revisar outro dia, mas são exatamente essas práticas que fazem com que sujemos o código. Isso tem um impacto direto no aumento da ocorrência de bugs e na baixa produtividade do time, pois uma alteração que levaria horas para ser feita, pode levar dias se o código estiver poluído.

code-review

Uncle Bob também cita que devemos sempre nos lembrar da regra do escoteiro: “Deixe o lugar mais limpo do que estava quando você chegou.” Para ele é crucial limpar o método ou classe antes de implementar uma nova funcionalidade.
Curiosidade: Uncle Bob ganhou uma fitinha de pulso verde escrito “Obcecado por Testes” em uma conferência sobre Agile em 1999, e desde então ele a usa para ter um lembrete constante da promessa que fez a si mesmo para criar códigos limpos.
Este livro me fez refletir muito sobre a minha forma de programar, passei a conhecer as razões para escrever código limpo, e também fiquei mais curiosa para descobrir outros malefícios que um código sujo pode causar e quais ferramentas podem nos ajudar a encontrar e corrigir códigos problemáticos. Recomendo a leitura e a re-leitura sempre que precisar se lembrar das boas práticas.
Espero que este post tenha ajudado você a evoluir. Nunca é tarde para aprender. #GoAhead

“Para poder considerar a si mesmo um profissional, você deve criar um código limpo.”
Uncle Bob.

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.