4 pilares da inovação e criatividade no ambiente empresarial

Inovação e criatividade no ambiente empresarial são aspectos fundamentais para uma cultura organizacional orientada pela produtividade. Além de abranger o uso da tecnologia, devem...

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.
Data de publicação: 22/04/2019

Inovação e criatividade no ambiente empresarial são aspectos fundamentais para uma cultura organizacional orientada pela produtividade. Além de abranger o uso da tecnologia, devem ser apoiadas por processos aperfeiçoados e novos métodos de trabalho.

O engessamento do ambiente laboral é o maior entrave para a inovação e a criatividade. É evidenciado em estruturas burocráticas, de hierarquia centralizada, com gestores perfeccionistas e que não incentivam a colaboração.

Por outro lado, organizações que não privilegiam essas características aumentam o engajamento de funcionários e o comprometimento pelos resultados. As vantagens são evidenciadas em curto prazo:

  • maior atratividade de clientes, uma vez que são disponibilizados produtos e serviços mais adequados aos seus anseios de consumo e com valores claramente perceptíveis;
  • uso eficiente de recursos, por meio de uma estrutura enxuta, porém, produtiva;
  • retenção de talentos, fator que culmina no aumento da capacidade de trabalho e na qualificação da equipe;
  • abordagem proativa, com melhoria da análise crítica e aptidão para resolução de problemas.

Se você entende o quanto a inovação e criatividade no ambiente empresarial são imprescindíveis para a manutenção da competitividade do seu negócio, continue a leitura deste post, pois abordaremos os 4 pilares essenciais para o desenvolvimento dessas características!

1. Gestão de perfis

A gestão de perfis abrange todo o processo de contratação e alocação dos colaboradores em funções ideais para sua qualificação, características e habilidades desenvolvidas ao longo da vida. Isso não significa dispensar um tratamento diferente e hierárquico.

Está mais relacionado ao fato de que cada profissional atua com mais motivação quando desempenha uma atividade com que tenha maior afinidade. Assim, cabe ao gestor criar equipes multidisciplinares, com características que se complementem e potencializem os resultados quando a participação coletiva for requerida.

As particularidades são as mais variadas, pois é importante manter na empresa profissionais proativos, reativos, tecnicamente e socialmente orientados, racionais, emotivos, equilibrados, impulsivos, extrovertidos, introvertidos etc.

Apesar de a gestão de perfis ser importante em princípio, após a formação da equipe e certo tempo de trabalho, implementar o Job Rotation — alternar os profissionais nas funções — pode ser uma excelente opção para inibir o comodismo e potencializar aspectos de inovação e criatividade no ambiente empresarial.

2. Reconhecimento do esforço

Quando o gestor assume o papel de líder, ele precisa criar ações motivacionais que aumentem o engajamento dos membros de sua equipe. Um exemplo dessas ações é o reconhecimento pelo esforço dispensado durante um processo ou período específico de trabalho.

Segundo a Hierarquia de Necessidades de Maslow, a realização pessoal — presente no topo da pirâmide — está condicionada ao nível de moralidade, criatividade, espontaneidade, capacidade de resolução de problemas, ausência de preconceito e aceitação dos fatos.

Por isso, precisamos ter conhecimento do nível de importância da nossa participação em processos. Quando nos sentimos realizados, desenvolvemos ainda mais os requisitos que impulsionam essa realização. As melhores maneiras para o reconhecimento do esforço de um membro ou da equipe são:

  • elogios constantes: que podem aumentar a confiança necessária para desenvolver criatividade, perfil inovador e proatividade;
  • avaliações sinceras de desempenho: que permitem mudanças mais efetivas quando forem observados problemas e o colaborador souber o que exatamente o líder espera dele profissionalmente;
  • aumento de responsabilidade e autoridade na função: que desenvolve a capacidade de decisão do profissional, seu sentimento de pertencimento e o engajamento em busca de melhores resultados;
  • oferecimento de promoção: ainda que seja menos importante, já que pode caracterizar a assunção de uma obrigação empresarial e não uma forma de reconhecimento pelo desempenho que culmina em um ciclo vicioso para o colaborador, o reconhecimento financeiro pode ser imprescindível para melhores resultados.

3. Estímulo

O estímulo é uma forma de cuidar do desenvolvimento sistemático da criatividade e do perfil inovador. Isso porque sempre haverá maneiras de manter ou aumentar a percepção dos colaboradores em relação à sua capacidade de resposta a novos desafios, descobertas e experimentos.

Por isso, é preciso motivar o hábito da leitura, de pesquisa, da busca às causas dos fatos para melhorar o diagnóstico e ampliar o leque de alternativas na resolução de problemas. Isso aumenta o engajamento e, consequentemente, a produtividade no ambiente de trabalho.

Nesse sentido, é preciso introduzir programas de estímulo à sensibilização do profissional:

  • empowerment;
  • benchmarking;
  • brainstorming;
  • downsizing;
  • endomarketing;
  • housekeeping;
  • mentoring;
  • reengenharia;
  • workshops;
  • autogerência de equipes;
  • treinamentos e cursos.

Esses são apenas alguns exemplos de estratégias e tendências que podem potencializar ou desenvolver as habilidades dos profissionais, com o objetivo de estimular a inovação e criatividade no ambiente empresarial. Nesse contexto, é imprescindível inibir atitudes gerenciais contraproducentes que bloqueiam a criatividade e o perfil participativo dos profissionais.

Para estimular essa colaboração, a empresa pode adotar a Teoria dos 15%, em que essa taxa é aplicada na jornada de trabalho de cada colaborador para incentivar o desenvolvimento de projetos inovadores que estejam diretamente relacionados com o perfil do negócio.

É preciso atentar ainda aos fatores que alavancam o incremento do perfil inovador dos colaboradores:

  • liderança participativa: estímulo ao diálogo, promoção de reuniões menos formais, busca pelo consenso em todas as tomadas de decisões etc.;
  • tempo disponível para estimular pausas estratégicas e para a realização de atividades que não são relacionadas ao trabalho, mas permitem desenvolver novas habilidades e aumentar a concentração do colaborador;
  • encorajamento para maior acesso às fontes de informação relevantes.

4. Monitoramento dos resultados

Todas essas ações e seus resultados precisam ser devidamente monitorados para verificar a eficiência das estratégias implementadas. Logo, o monitoramento deve acontecer durante todo o processo, a fim de corrigir em tempo hábil possíveis gargalos ou melhorar o planejamento, e não apenas após a observação de mudanças.

É preciso ainda atentar para que o controle não se torne excessivo e acabe minando o desenvolvimento da inovação e criatividade no ambiente empresarial. O monitoramento sempre deve ser assumido como uma forma de ajuste e uma ferramenta de gestão que potencializa os resultados almejados.

Criatividade e inovação são requisitos para aumentar a produtividade em todas as áreas das empresas e não somente no setor de pesquisa e desenvolvimento. Com a digitalização de processos e a busca constante por diferenciais competitivos, essa é uma excelente forma de fortalecer a marca e aumentar a participação da empresa no mercado.

Agora que você conhece a importância da inovação e criatividade no ambiente empresarial, que tal descobrir quais são as 6 competências indispensáveis para o profissional de TI?

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 8 =

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top