6 competências indispensáveis para todo profissional de TI

Você sabe o que faz um bom profissional de TI? Hoje, a tecnologia foi integrada a tantas partes da...

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.
Data de publicação: 31/01/2019

Você sabe o que faz um bom profissional de TI? Hoje, a tecnologia foi integrada a tantas partes da rotina operacional das empresas que apenas habilidades técnicas não são suficientes para uma pessoa para atender às demandas diárias.
Se você está procurando emprego e quer saber quais são as habilidades que as empresas buscam em um profissional de TI, confira o nosso guia abaixo!

1. Ter um bom relacionamento interpessoal

Você sabia que as atividades do profissional de TI passam pelo contato com pessoas de vários setores? Pois é! Hoje, é raro encontrar uma atividade da área que não envolva a comunicação com pessoas de outros setores.
Portanto, é fundamental que esse o profissional tenha um bom relacionamento interpessoal. Para gestores de TI, por exemplo, essa é uma habilidade crucial.
Compreender as demandas dos usuários com uma boa troca de informações é essencial para construir as soluções arquitetônicas de um produto digital. Só assim o time pode entregar bons resultados para a empresa.
Investir na comunicação é, em outras palavras, algo chave. Em função disso, as soft skills (habilidades voltadas para a comunicação e o relacionamento com outras pessoas) devem passar por mudanças em busca de um aprimoramento constante. Isso permite, por exemplo, que o time de TI entregue soluções alinhadas com as demandas de cada setor.
Ou seja, a área conseguirá desenvolver rotinas de trabalho, serviços e sistemas voltados para o perfil de cada área e o tipo de rotina de trabalho do usuário. Qual a consequência? Um fluxo de trabalho mais inteligente e inovador, que seja realmente capaz de agregar valor ao negócio.

2. Ser criativo

O profissional de TI passa boa parte do seu tempo entregando soluções. Mas para conseguir tomar boas decisões, a criatividade é tão crucial quanto as suas habilidades técnicas.
Quando se é criativo, fica mais fácil avaliar quais são as opções mais inovadoras para solucionar as demandas da empresa. Além disso, será mais fácil conhecer a origem de problemas: os times sempre terão um pensamento “fora da caixa” ao buscar a melhor maneira de eliminar aquele problema que afeta toda a equipe.

3. Se manter atualizado

A tecnologia muda continuamente, seja para atender a demandas do mercado ou para criar novas soluções. O que é considerado moderno, hoje, pode virar ultrapassado rapidamente. Em função disso, o bom profissional de TI é aquele que sabe quais são as principais tendências do setor.
Ler blogs, publicações científicas, revistas acadêmicas e newsletters da sua área de atuação é algo básico. Escutar podcasts e participar de conferências também são outras atividades que o profissional de TI pode utilizar para se atualizar.
Essa estratégia coloca o profissional lado a lado com as principais tendências do mercado. Assim, quando a companhia necessitar realizar um investimento, será mais fácil escolher uma opção inovadora e com alto custo-benefício.

4. Saber liderar

Essa é uma habilidade de grande importância para gerentes de projetos, líderes, pessoas que influenciam na tomada de decisão ou gestores de TI. A liderança, que pode ser direta ou indireta, garante que os profissionais se mantenham motivados, evita problemas na execução de rotinas e traz mais confiabilidade para as decisões tomadas.
Portanto, o profissional de TI deve ser capaz de manter uma comunicação contínua com o seu time. Reconhecer méritos e saber aplicar feedbacks construtivos, sempre buscando uma resolução para o erro, também é algo fundamental.
O profissional de TI de sucesso sabe manter uma boa comunicação. Isso envolve uma troca de informações transparente e objetiva sobre o motivo das suas escolhas e quais os resultados esperados. Afinal de contas, se os times sabem exatamente o que levou o gestor a definir as suas escolhas, todos poderão se planejar para atingir os resultados esperados e apresentar um bom engajamento.

5. Ter capacidade de analisar informações

A capacidade de análise passa pelo dia a dia de todos os profissionais de TI. Saber olhar contextos, ter uma visão abrangente e conseguir avaliar informações de modo preciso é algo que impacta diretamente na qualidade de vários profissionais da área de tecnologia.
Você sabia que para analistas de dados, por exemplo, esse é um ponto-chave para o sucesso da sua carreira? A capacidade analítica otimiza o direcionamento da análise de dados, evita erros e torna o planejamento mais eficaz e, assim, dá ao profissional o poder de encontrar respostas muito mais inovadoras.
Já para profissionais de suporte e manutenção, essa é uma habilidade que melhora a qualidade das suas rotinas. Quem executa tais atividades deve estar preparado para identificar a origem de um problema rapidamente, a partir de um pequeno conjunto de informações e experiências anteriores.
Todo mundo sabe que um problema pode ser difícil de ser solucionado. Mas quando o time tem uma boa capacidade analítica, ele pode avaliar um conjunto de variáveis para identificar o que ocasionou o problema e como ele pode ser solucionado da melhor forma rapidamente.

6. Ter conhecimentos alinhados com as demandas do mercado

Conforme a tecnologia muda, várias áreas ganham destaque. Elas são um reflexo das demandas do mercado e dos usuários. Portanto, um bom profissional de TI deve conhecer as carreiras em ascensão para identificar quais são os melhores modos de estruturar a sua equipe.
Veja abaixo quatro carreiras que estão crescendo rapidamente no setor de TI!

Analista de segurança de dados

Essa é uma área que ganhou destaque nos últimos anos. Além dos grandes ataques de roubo de dados, novas legislações exigiram que empresas mantivessem uma postura mais ativa na proteção das informações de clientes. Em função disso, o investimento em segurança de dados virou algo chave.
Esse profissional é responsável por criar, gerenciar e atualizar as políticas de segurança de dados de uma empresa ou instituição pública. Além disso, ele realiza testes, emite relatórios e executa processos para gerir e mitigar os riscos e vulnerabilidades existentes.

Analista de testes

Os testes fazem parte das rotinas de desenvolvimento de software. O analista de testes, nesse cenário, é a pessoa que será responsável por identificar falhas, avaliar problemas de segurança e se os requisitos da aplicação foram atendidos.
Para isso, é feita uma análise de todo o código-fonte com processos automatizados e não automatizados. Dessa forma, é possível simular ataques e diferentes cenários de uso rapidamente e com alta precisão. Assim, ele poderá identificar problemas e propor mudanças de qualidade.

Desenvolvedores

A tecnologia só pode ser funcional caso tenha um grande alinhamento com as demandas da empresa. E para garantir que as ferramentas sejam criadas conforme os objetivos do negócio o desenvolvedor entra em cena.
Esse profissional tem as habilidades necessárias para criar, manter e otimizar sistemas corporativos. A partir do perfil do usuário e com o apoio de uma boa metodologia, ele pode criar um sistema funcional, robusto e seguro para auxiliar os times internos a serem mais produtivos e eficazes.

Engenheiro de dados

Os engenheiros de dados estão ganhando um posicionamento de destaque no mercado. As suas atividades permitem que organizações tenham uma cultura data driven, na qual a análise de informações é utilizada para otimizar processos, solucionar demandas de clientes e identificar o melhor posicionamento para a empresa.
Esse é um profissional com formação multidisciplinar. Quem trabalha com a engenharia de dados deve possuir conhecimentos em matemática, estatística, programação, Big Data e até mesmo processamento de linguagem. Todos esses conhecimentos permitem que ele possa fornecer insights inovadores e estratégicos.
A transformação digital mudou a importância que o profissional de TI possui para empresas. Antes um auxiliar na resolução de problemas, quem atua nessa área possui um papel chave para os negócios.
Hoje, especialistas em tecnologia são cruciais para vários processos. Eles permitem a resolução rápida de demandas, auxiliam o negócio a ser mais inovador e a conseguir entregar resultados rapidamente. Portanto, a procura por quem tem conhecimentos na área não para de crescer.
Hoje, é necessário ter uma formação multidisciplinar, como foco na resolução de demandas e na atuação integrada com várias áreas da empresa. Só assim é possível ser um profissional de TI que gera um grande impacto nos resultados da organização.
Gostou dessa dica e quer receber mais novidades sobre o gestão de TI? Então segue a gente no Facebook, no Instagram, no Youtube, no LinkedIn e no Twitter!

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top