7 dicas para criar testes efetivos

A qualidade de software nunca foi tão bem vista como na cultura ágil e os testes automatizados como requisito...

Data de publicação: 20/09/2017

A qualidade de software nunca foi tão bem vista como na cultura ágil e os testes automatizados como requisito fundamental na maioria dos projetos é uma prova disso. Temos muita gente nova que começou automatizando e muitas vezes não se sente encaixada naquele perfil básico do analista de teste: curioso, observador, detalhista, investigador, etc. O segredo é que todas essas características podem ser desenvolvidas. Nesta palestra do QualityFest 2017, compartilhei um pouco da minha experiência na busca por estes skills com 7 dicas que uso no meu dia a dia.
Segue um resumo do nosso papo!
#1 Entenda a tecnologia que está testando
Para criar testes que agreguem valor ao time, é muito importante entender sobre a tecnologia que se esta testando. Isso pode acontecer de algumas formas:
conversando mais sobre como a aplicação que esta implementada com os devs/arquitetos do time
lendo artigos técnicos sobre a tecnologia entendendo seus pontos fracos e críticos
Quando mudamos de um projeto web para mobile por exemplo, temos que levar em conta que o hardware pode impactar diretamente uma funcionalidade (tamanho da tela, resolução, capacidade de processamento e armazenamento, etc).
#2 Descubra o que agrega valor ao negócio
Não adianta fazer uma aplicação que não atenda as necessidades de quem vai usar. Conheça melhor os usuários:
trabalhando com o time de UX/UI e negócio (analista de negócio ou PO)
entendendo os objetivos do PO e/ou a mente dos usuários
Tenha como primeira prioridade atender as necessidades do negócio quando estiver testando ou lendo alguma documentação (estórias em um refinamento de sprint por exemplo). Levante a bandeira caso veja algo que impactará criticamente o usuário final (exemplo: uma tela com usabilidade inadequada para o público que irá usar).
#3 Antecipe problemas
E por falar em refinamento, não fique alheio a essas reuniões, planning, discussões técnicas e alinhamentos com o PO sobre mudanças de última hora. Ajude o time levantando pontos críticos de impacto e lembrando regras de negócio. Se não tiver a oportunidade de ser chamado para essas reuniões, se convide! O teste é presente de ponta a ponta no modelo ágil.
#4 Use técnicas de teste
Apesar da maioria das pessoas não saberem, existem várias técnicas de teste. Economize seu tempo com planejamento de teste usando as técnicas mais adequadas ao seu contexto. Veja alguns exemplos nos slides (link no final)
#5 Leia sobre a disciplina de teste
Há muito conteúdo bom sobre a disciplina de teste na internet. Busque livros atuais, siga pessoas que postam conteúdos no Twitter e LinkedIn, se envolva em comunidades sobre o assunto dentro e fora do país.
#6 Teste mais do que a interface
Não se limite a entender apenas os fluxos de tela. Se questione sobre o comportamento que esta vendo na tela:
de onde o dado esta vindo?
ele passou por alguma mudança/fluxo antes de chegar na tela? qual?
quando aquele erro ocorreu na tela, o que aconteceu no back-end?
Quanto mais você se aprofundar no entendimento do que há nas entranhas da aplicação, mais contexto você terá para criar testes inteligentes e analisar impacto de mudanças técnicas. Também será mais assertivo na descrição dos bugs (isso ajuda muito os devs!).
#7 Use seu mindset empírico
Todos nós temos experiências boas com bugs (bugs críticos em dev =D) e ruins (bugs críticos em prod =/). Podemos aproveitar cada uma delas para criar um mindset pessoal de teste. Tente documentar isso, fazer um checklist por exemplo para repassar no final dos seus testes ou repassar para o time em momentos de mudanças em features já implementadas.
Aprender sobre teste de software, é uma busca incansável para quem esta aberto a aprender. Criamos modelos e aprimoramos com o tempo e experiência. Se observe e tente se perguntar porque você pega alguns caminhos ou pensa de uma certa forma. Quem sabe você não possa compartilhar conosco 10 dicas para criar testes efetivos, ou 15, 20…não guarde só para você, compartilhe!
Veja link dos slides.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 10 =

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top