Aplicações Web centradas na experiência do usuário

Quando falamos sobre o conceito de uma aplicação web é quase que impossível desviar do tema “experiência do usuário”,...

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.
Data de publicação: 17/04/2019

Quando falamos sobre o conceito de uma aplicação web é quase que impossível desviar do tema “experiência do usuário”, uma vez que esse ponto pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso da implantação de um sistema.

A princípio essa afirmação pode parecer um pouco dramática, mas imagine a dificuldade de uso dos colaboradores de uma empresa no caso de um software mal projetado e a quantidade necessária de treinamentos extras.

Bom, nosso objetivo hoje é falar um pouco mais sobre o que são e como funcionam as aplicações web, principais diferenças com outros modelos de desenvolvimento de software e qual a importância de contar com um sistema voltado para a experiência do usuário. Confira!

O que são aplicações web

Desde o boom da internet, a rede mundial de computadores se expande e se reinventa. Com isso, tivemos o surgimento da computação em nuvem, o cerne por trás das aplicações web.

Falando de forma simples, esse conceito é muito semelhante a um site, que pode ser acessado por meio de um navegador de qualquer lugar onde exista conexão com a internet, porém, incluindo muito mais funcionalidades. Ou seja, não é necessário nenhum tipo de instalação.

Tecnicamente, os códigos principais da aplicação são processados em um servidor em nuvem, sendo executados na tela do navegador do usuário. Todos os dados são salvos no servidor, mas também é possível criar cópias locais dependendo do design do programa. Esse modelo de software traz muitas vantagens, como:

  • dispensa instalação — como o sistema roda no servidor, basta acessá-lo;
  • não demanda máquinas potentes — computadores simples que rodam o navegador já bastam, sem a necessidade de investir em hardware;
  • o acesso é global — sistemas web estão hospedados na nuvem e podem ser acessados a qualquer hora e lugar;
  • há maior segurança — boa parte dos fornecedores de cloud computing garante a segurança da aplicação por meio de vários protocolos;
  • é de fácil de atualização — como está no servidor, ao atualizar o sistema, todos os usuários recebem as alterações.

O conceito técnico por trás das aplicações web

Uma aplicação web é complexa e demanda profissionais qualificados para a sua construção. Seu conceito é baseado em camadas, que são responsáveis por tratar das entradas e saídas de dados e responder aos comandos do usuário. São elas:

  • camada de apresentação — exibe e apresenta os dados ao usuário dentro do navegador;
  • camada lógica — conta com as regras de negócio do sistema, consultando, editando, inserindo e manipulando informações;
  • camada de dados — responsável por reter os dados.

Para todo o funcionamento dessas três camadas e a troca de informação entre o servidor e o computador do usuário, é utilizado o protocolo HTTP, que opera na porta 80. Em sistemas que demandam segurança, é preciso aplicar o HTTPS, que emprega criptografia na transmissão de dados e evita a captura de informação.

Aplicação web X Aplicação mobile

Ao buscar uma opção para o desenvolvimento de sistemas, é comum que as empresas fiquem em dúvida sobre investir em uma solução web, ou desenvolver aplicações mobile. Na realidade, não podemos dizer qual opção seria melhor para você hoje, pois é preciso conhecer muito bem o seu negócio primeiro e suas especificidades.

No entanto, vamos dar um panorama das principais diferenças entre a criação de uma aplicação mobile e um sistema web.

Desenvolvimento

O primeiro ponto é o desenvolvimento. No caso de uma aplicação mobile temos duas plataformas mais conhecidas, o Android e o iOS, em ambos os casos suas linguagens são distintas, sendo então necessário criar, no mínimo, dois sistemas diferentes, o que significa o dobro de investimento e manutenção.

Já quando falamos sobre aplicações web, não existe a necessidade de desenvolver aplicações concomitantes e ainda se pode contar com as principais vantagens do desenvolvimento nativo como responsividade e uso de recursos do smartphone ou tablet como a câmera, notificações, galeria e outros.

Instalação

Aplicativos mobile precisam de instalação no aparelho e com isso as atualizações só podem ser feitas conforme a autorização do usuário. Além disso, estão envolvidas as questões de consumo de memória e bateria.

Ao optar por aplicações web, não existe a demanda por instalação, uma vez que elas funcionam direto de um servidor na nuvem, sendo que não haverá a necessidade de ocupar a memória do dispositivo do usuário.

Funcionalidades

Por estarem inseridos dentro do hardware do dispositivo móvel, os aplicativos mobile acabam se tornando mais simples por conta do baixo processamento. Por isso, uma utilização que exija mais recursos pode trazer problemas de performance.

Já as aplicações web, mesmo que sejam pesadas e cheias de funcionalidades complexas, têm todo o seu processamento realizado no servidor, tendo apenas a parte gráfica embarcada no dispositivo móvel, trazendo uma experiência mais completa ao usuário.

Além disso, no caso dos aplicativos mobile, desenvolver para mais de uma plataforma pode acabar saindo caro para a empresa, que precisa financiar duas equipes de desenvolvimento ao mesmo tempo.

Aplicação híbrida

Existe a opção de aplicações híbridas, para as empresas que desejam ou precisam manter o desenvolvimento de aplicativos. Nesse caso, são utilizadas linguagens web para a criação do sistema, que após o processo de desenvolvimento é encapsula por uma ferramenta específica, que cria o aplicativo instalável.

Mesmo que possa parecer interessante em um primeiro momento, esse modelo de programação pode trazer uma série de problemas e complicações, como baixo desempenho, má navegabilidade, quebra de layout, entre outros. Nesse caso, se a busca for por uma experiência mobile, o ideal é mesmo partir para o desenvolvimento nativo.

Aplicações Web e UCD

Podemos utilizar o UCD, Design Centrado no Usuário para melhorar ainda mais a sua experiência dentro da aplicação Web, incorporando suas necessidades no desenvolvimento dos produtos e serviços e criando uma jornada muito mais interessante e intuitiva.

Entre as vantagens da combinação entre aplicações Web e UCD estão:

  • redução de custos de desenvolvimento ─ ao entender seu público-alvo e desenvolver soluções que possam suprir as suas necessidades a demanda por correções e alterações diminui, assim como o custo total da aplicação;
  • minimização de falhas ─ por meio do UCD é possível encontrar falhas dentro do projeto antes mesmo de começar a desenvolvê-lo;
  • vantagem estratégica ─ permite centrar a experiência de uso da aplicação Web no usuário e chamar a sua atenção;
  • conhecimento sobre seu público ─ garante a construção de um conhecimento sólido acerca do contexto real, social e cultural de seus usuários.

PWA ─ Progressive Web Apps

Há ainda a opção de criar aplicações web instaláveis. Contudo, o padrão para esse modelo de desenvolvimento ainda não está totalmente maduro.

Nesse caso, podemos desenvolver uma aplicação web normal, mas inserir algumas linhas de código que tornem esse sistema instalável em dispositivos móveis, trazendo uma experiência nativa ao usuário.

Esse modelo ainda está evoluindo, mas poderá entregar uma experiência nativa com todas as vantagens de uma aplicação web.

Aplicações centradas na experiência do usuário

O principal foco na hora de criar uma aplicação web é a experiência do usuário. Investir tempo na criação de um fluxo de navegação, telas e funcionalidades pode ser um diferencial enorme para o seu sistema.

Investir na experiência do usuário permite que ele tenha muito mais satisfação durante a utilização da aplicação, pois toda e qualquer atividade é simples e intuitiva, gerando respostas e percepções rápidas sobre o que está ocorrendo na tela.

Como desenvolver aplicações centradas no usuário

Para planejar como deverá ser a navegabilidade do seu sistema, é preciso realizar um levantamento acerca do seu cliente, por meio de pesquisas que permitam compreender o mercado em que ele está inserido, suas demandas, objetivos, comportamento, entre outros pontos. Entre alguns dos tópicos de destaque dentro do UCD podemos destacar:

  • descobrir ─ determinar objetivos e hipóteses, métricas utilizadas, regras de negócio benchmarking;
  • definir ─ realizar uma pesquisa afim de verificar o público-alvo com a criação de personas, realização de estudos etnográficos, entrevistas;
  • ideação ─ criação do protótipo de testes com o objetivo de validar soluções;
  • entrega ─ teste final e refinamento de ideias de usabilidade, design e interação.

O ideal é que, para ter sucesso na construção de uma aplicação, sua empresa conte com uma equipe especializada em UX User Experience. Esses profissionais dedicados saberão identificar e transcrever o que é preciso para criar um produto de excelência.

Esse time poderá realizar todas as pesquisas necessárias e será responsável pelo projeto e design da aplicação, assim como os testes de usabilidade e experiência, buscando criar um produto que esteja de acordo com todas as especificações dos usuários.

Chegamos ao final deste post e esperamos que você possa ter compreendido o que é e como se dá o funcionamento básico de uma aplicação web, assim como a importância de pautar o seu desenvolvimento na experiência do usuário.

Aqui na Dextra Digital, nós contamos com profissionais dedicados ao desenvolvimento web e com grande know how em UX. Entre em contato conosco agora mesmo e veja o que podemos fazer pela sua empresa!

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top