DevOps: Chef, Puppet, Vagrant, Logstash …. quanta ferramenta! Mas, o que utilizar?

O mercado tem demandado muitas mudanças para o setor de tecnologia, pedindo mais agilidade em todos os aspectos. Começamos...

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.
Data de publicação: 12/12/2014

O mercado tem demandado muitas mudanças para o setor de tecnologia, pedindo mais agilidade em todos os aspectos. Começamos a ouvir falar de inúmeras ferramentas para facilitar a vida de todos, realizando automação de processos que antes eram manuais. Porém, nem tudo são flores! Existe a necessidade de uma readaptação tanto dos desenvolvedores de softwares como de administradores de sistemas.
Eu, particularmente, gosto de algumas ferramentas para agilidade em ambientes de desenvolvimento e produção, mas isso não quer dizer que são ferramentas ideais para qualquer setor/segmento que a TI esta atuando. Essas ferramentas estão disponíveis e o primeiro passo é testar, testar, testar. O segundo, é não desistir! Nem sempre são tão simples como parecem e também nem sempre resolvem todos os problemas como prometidos em suas propagandas.
Existem cenários tão específicos que temos que utilizar conhecimento e a bagagem que temos nestes ambientes para conseguir aplicar a automação através destas ferramentas. Um exemplo disso, são instalações e comandos que exigem interação do usuário para confirmação ou configuração. Saber utilizar a plataforma que você está aplicando, facilitará a criação do processo de automação e, claro, não terá a solução completa. Muitas vezes você terá que fazer a moda antiga, utilizando o bash, por exemplo.

Mas qual ferramenta é melhor?

A resposta é simples! A que melhor você ou setor se adapte. E, além disso, a que melhor atende os requisitos do negócio.
Importante nos alertarmos sobre isso. Muitas vezes, os setores de tecnologia acabam escolhendo ferramentas sem se atentar ao negócio e acabam utilizando um “elefante para matar uma mosca”. Além do tempo desprendido para aprender, testar e colocar em produção, tal ferramenta conta com o risco de cair em desuso e, sem que haja as manutenções, para que as mesmas continuem suprindo as necessidades com as constantes mudanças.
Um cenário clássico em ambiente de desenvolvimento é a questão dos testes. As vezes, escrevemos apenas no início os testes e, com o desenvolvimento contínuo da aplicação, a trilha desenvolvida deixa de cobrir novas funcionalidades. Para o setor de operações, podemos citar as ferramentas de monitoramento, pois como existe a evolução do sistema a cobertura de monitoramento deve evoluir constantemente.
O importante é que a ferramenta se solidifique no dia a dia dos setores de tecnologia e que realmente agreguem valor para negócio agilizando processos rotineiros e de muita importância. Depois da primeira experiência, com certeza você ou o seu setor de TI vai querer utilizar e ter mais e mais processos de automação.

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top