O pior erro estratégico de Design nas empresas de TI

Cenário: você é um analista de negócios em uma empresa de desenvolvimento de software. Seu trabalho é conversar com...

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.
Data de publicação: 06/12/2016
design e usabilidade

Cenário: você é um analista de negócios em uma empresa de desenvolvimento de software. Seu trabalho é conversar com o cliente e entender seus objetivos, desejos, necessidades e consolidar isso em uma visão de produto.
Nos últimos anos, você tem ouvido muitas vezes sobre o tal UX e enxerga nele um potencial de negócio. Você estuda o assunto e, em um determinado projeto, decide conversar com os usuários finais para gerar ideias e criar uma solução ainda melhor.
Eis que o mal acontece: os usuários que você conversa se confundem, não sabem pedir o que querem e não sabem dizer o que é mais importante. Rapidamente, isso se torna um risco para o projeto e você opta por criar seu escopo baseado apenas no que foi dito pelo seu cliente (que não é um usuário final).
E está feito. Você cometeu o pior erro estratégico de Design que os times cometem na abordagem dos usuários. Você matou o Design.

Jamais “tire pedido” dos usuários finais

Na análise de requisitos, aprendemos técnicas para extrair informações de diversas pessoas e propor uma solução viável. Até aí, tudo bem; precisamos entender o que o cliente precisa.
Entretanto, ao abordar um usuário, a história é outra. Um usuário não entende de soluções digitais, mas sabe tudo sobre sua rotina e seus problemas! E é nesses problemas que você deve direcionar suas conversas; esqueça a solução nesse momento.
Design é um conjunto de princípios para criar, de maneira iterativa, soluções com base no feedback e conhecimento das pessoas que vivem o problema. Tentar “tirar pedido” de usuários finais é uma péssima prática que não contribui para a experiência de uso e pode até afundar o planejamento de um projeto.

Mude sua abordagem, foque no problema e não na solução

Durante conversas com seus usuários, se preocupe em:

  • Entender como ele pensa e se comporta: qual sua motivação para vir para trabalhar? Quais suas alegrias e frustrações? Qual sua skill com computadores? Qual sua capacidade de aprendizado?
  • Se aprofundar no problema que você quer resolver: quais são os sintomas? A quem afetam? Quais os impactos? Como cada pessoa os contorna? Quais as gambiarras do dia-dia? Será que o problema que você quer resolver não é, na realidade, um sintoma de um problema maior?
  • Estudar seu ambiente: como é o lugar ao redor do usuário? Como ele interage com outras pessoas? E com outras áreas? Como tudo isso influencia no problema que você quer resolver? E na solução que você está projetando?

Tudo bem ouvir as sugestões no final das conversas, e podem até vir ideias muito boas, mas sua abordagem não deve ser focada nisso.

Conclusão

Fazer UX Design passa longe de levantar requisitos com usuários finais; é estudar o problema, entender como ele pensa e aprimorar nossa solução com base em seus feedbacks; é colocar as pessoas em primeiro lugar.
Tem alguma experiência pra compartilhar? Comenta aí!

Dextra

View posts by Dextra
Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes. A Dextra faz parte da Mutant, empresa B2B líder no mercado brasileiro e especialista em Customer Experience para plataformas digitais.

Posts relacionados

  1. Sobre a Dextra

    Somos especialistas em desenvolvimento de software sob medida para negócios digitais. Pioneiros na adoção de metodologias de gestão ágil, combinamos processos de design, UX, novas tecnologias e visão de negócio, desenvolvendo soluções que criam oportunidades para nossos clientes.

  2. Categorias

Scroll to top